Palestra incentiva a criação de Observatório Social

A palestra foi ministrada por Gioia Matilde Alba Tumbiolo Tosi, Analista Tributária da Receita Federal do Brasil lotada na Superintendência em São Paulo

04 de fevereiro de 2015 18:11

Veja outras publicações das mesmas tags: | | | | |

Representantes da sociedade e integrantes do Fórum Regional de Indústria, Comércio e Serviços (Forcis) se reuniram na manhã do último dia 02 de fevereiro (segunda-feira), em espaço da Receita Federal do Brasil, em Jundiaí – SP, para assistir a uma palestra sobre o Observatório Social, uma ferramenta da sociedade para fiscalizar os gastos públicos, que está sendo cogitada para a cidade. A palestra foi ministrada por Gioia Matilde Alba Tumbiolo Tosi, Analista Tributária da Receita Federal do Brasil desde 1993, lotada na Superintendência do órgão em São Paulo.

O Observatório Social é um espaço para o exercício da cidadania, democrático e apartidário para reunir o maior número possível de entidades representativas da sociedade civil com o objetivo de contribuir para a melhoria da gestão pública. Baseado nessas prerrogativas, integrantes do Forcis Jundiaí devem formalizar a criação da instituição jundiaiense ainda neste ano. Para auxiliar nas discussões e explicar como funcionam as ferramentas de fiscalização, a Analista Tributária Gioia Matilde Alba Tumbiolo Tosi detalhou o funcionamento do sistema de observação. “Percebi que a comunidade de Jundiaí está forte e coesa para a criação do Observatório. é uma ferramenta para apurar os gastos públicos. Uma forma de prevenir desvios”, aponta.

Segundo Gioia, o espaço não tem o foco em denúncias, e sim, passar a acompanhar os processos. “Maringá que foi a primeira cidade a criar o grupo, conseguiu a economia de milhões apenas fiscalizando as licitações”, explica. Para que esse trabalho possa ser realizado, de acordo com Gioia, é necessário pessoal treinado e com conhecimento nos trâmites, por isso, muitos dos voluntários para esses grupos são ex-auditores fiscais da Receita.

De acordo com o integrante do Forcis e representante da Agência de Desenvolvimento de Jundiaí (ADEJ), Paulo Costa, a palestra desta segunda-feira (02) fortaleceu o engajamento para a criação do Observatório Social para Jundiaí. “A intenção é ajudar a administração municipal para que não haja desvio de atividade, desde o início da licitação até a entrega do produto ou serviço”, argumenta.

Por Luciana Muller
Via Jornal de Jundiaí

Mantenedores

ObservatórioSocial do Brasil

O OSB é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, disseminadora de uma metodologia padronizada para a criação e atuação de uma rede de organizações democráticas e apartidárias do terceiro setor. O Sistema OSB é formado por voluntários engajados na causa da justiça social e contribui para a melhoria da gestão pública.

Rua Heitor Stockler de França, 356, sala 101 | Centro Cívico | Curitiba – PR
CEP: 80.030-030
Telefone: 41 3307-7058
E-mail: contato@osbrasil.org.br