Observatório Social de Rondonópolis busca novos voluntários

Professores, Engenheiros, Advogados, Contadores, Aposentados, Comerciantes, Estudantes entre outras especialidades são profissionais procurados para a execução dos programas do OS

13 de maio de 2014 17:40

Veja outras publicações das mesmas tags: | | | |

O Observatório Social de Rondonópolis, organização não governamental sem fins lucrativos, mantida unicamente por doações de pessoas físicas e jurídicas privadas, cujo papel é observar e monitorar os procedimentos administrativos da gestão pública está em busca de novos voluntários nas mais diversas áreas.

Professores, Engenheiros, Advogados, Contadores, Aposentados, Comerciantes, Estudantes entre outras especialidades são profissionais fundamentais para a execução dos programas do Observatório, que abrangem o acompanhamento, inclusive, das ações do executivo e legislativo.

De acordo com a Presidente da organização, Nezir Ribeiro de Freitas, “os voluntários são o coração do Observatório, se não tivermos voluntários não há condições de sobrevivência da instituição. Atualmente nosso quadro de voluntários é composto por dezesseis pessoas e para que se faça um trabalho mais efetivo, se faz necessário agregar pessoas, as devem ser comprometidas com o exercício do controle social externo.”

Ainda de acordo com a presidente da instituição, mediante valorosa contribuição de uma advogada voluntária, no final da semana passada, foi possível apresentar questionamentos ao gestor público referentes à Concorrência Pública nº 02/2014, que trata da concessão de serviço público de remoção, guarda e liberação de veículos autuados por infração à legislação de trânsito: “caso não sejam revistos os valores estimados pela administração pública, ter uma moto ou automóvel de passeio guinchado pode custar ao cidadão R$ 290,12, um caminhão R$ 580,24 e uma carreta R$ 967,10. Ademais, as diárias (estadias) no pátio de retenção também terão tarifas que partem de R$ 48,60 e chegam à R$ 145,04, ou seja, valores superiores aos praticados em nossa cidade,” afirma Nezir.

Para conhecer, participar e se voluntariar basta não ser funcionário do executivo/legislativo e não ser filiado a partido político. Empresas também podem contribuir com a manutenção da instituição. O Observatório Social de Rondonópolis possui sua sede na Avenida Cuiabá, 829 – Edifício Mikerinos – Sala 104, Centro. O telefone é 66 3425 5367.

 

Via Primeira Hora

Mantenedores

ObservatórioSocial do Brasil

O OSB é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, disseminadora de uma metodologia padronizada para a criação e atuação de uma rede de organizações democráticas e apartidárias do terceiro setor. O Sistema OSB é formado por voluntários engajados na causa da justiça social e contribui para a melhoria da gestão pública.

Rua Heitor Stockler de França, 356, sala 101 | Centro Cívico | Curitiba – PR
CEP: 80.030-030
Telefone: 41 3307-7058
E-mail: contato@osbrasil.org.br