Observatório Social apresenta sugestões ao prefeito de Rio do Sul

Representantes do OS Rio do Sul participaram de reunião na prefeitura, no dia 18 de janeiro.

20 de janeiro de 2017 14:44

Veja outras publicações das mesmas tags: | | | | |

O presidente do OS Rio do Sul – SC, Jean Sandro Pedroso, a vice-presidente para assuntos de Controle Social, Flavia Elisa Tomio, a suplente do Conselho Fiscal, Silene Rengel e a secretária executiva, Angélica Gessi Rippel, falaram com o prefeito José Thomé, o chefe de gabinete, Cristian Stassun e o diretor de orçamento e gestão Odair da Rosa, sobre a missão e a forma de trabalho do OS. A reunião foi realizada na prefeitura no último dia 18 de janeiro (quarta-feira).

“Somos como um auditor externo da prefeitura, que atua de forma voluntária no controle social, analisando as licitações e a gestão para tornar os processos sempre mais transparentes e eficientes. Quando detectamos algum problema, informamos o prefeito ou o secretário responsável. Se a resposta não for satisfatória, encaminhamos ofício para o presidente da câmara, pedindo que entre em contato com o executivo. Se nada for feito, só então procuramos o Ministério Público”, explicou Pedroso.

Ele ressaltou a importância de estreitar a comunicação entre o OS e o Executivo. “Não somos contra a administração, trabalhamos pela melhoria da gestão”, acrescentou, explicando que o OS Rio do Sul irá aplicar o plano de transparência e controle social para Rio do Sul, publicando em seu site quais os projetos e ações do plano de transparência e controle social e do plano de governo que estão sendo realizados.

As sugestões apresentadas ao prefeito abrangem mudanças necessárias nas associações de bairros, conselhos municipais, departamentos e secretarias.  A lista com as principais ideias para aperfeiçoar os processos foi acatada por Thomé, que prometeu executá-las na medida do possível. Uma delas é quanto à conferência na entrega de produtos e serviços, que precisa garantir que os itens estejam de acordo com o que foi solicitado. Outro pedido do OS Rio do Sul é pela melhor transparência nos processos de compras.

O prefeito concordou que o diálogo com OS Rio do Sul precisa ser ampliado e que isso trará resultados positivos.  “Queremos que a população tenha acesso às informações do governo. Quanto investimos, onde investimos. Já temos o nosso portal da transparência que fornece as informações à população. Com o grupo de trabalho que vamos formar com o OS de Rio do Sul tenho certeza que as ações de transparência e controle do gasto público serão ainda mais eficientes”, afirmou Thomé.

O chefe de Gabinete afirmou que algumas sugestões do OS Rio do Sul já serão incluídas no planejamento estratégico. Também ficou definido na reunião a criação de um grupo de trabalho e que serão realizadas reuniões semanais com representantes do OS Rio do Sul e da prefeitura para discutir soluções para cada setor. “Vamos montar esse grupo e estabelecer um cronograma junto ao nosso planejamento estratégico.  As sugestões serão alinhadas ao governo e cada secretário municipal ficará responsável de implementar as ferramentas de controle junto as suas pastas. A parceria vai render resultados positivos pra todo rio-sulense” destacou Stassun.

Texto: Debora Claudio
Fotos: Assessoria de Comunicação PM de Rio do Sul.

Via OS Rio do Sul

ObservatórioSocial do Brasil

O OSB é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, disseminadora de uma metodologia padronizada para a criação e atuação de uma rede de organizações democráticas e apartidárias do terceiro setor. O Sistema OSB é formado por voluntários engajados na causa da justiça social e contribui para a melhoria da gestão pública.

Rua Heitor Stockler de França, 356, sala 101 | Centro Cívico | Curitiba – PR
CEP: 80.030-030
Telefone: 41 3307-7058
E-mail: contato@osbrasil.org.br