“O maior custo para a sociedade é a não transparência”

Observatório Social do Brasil participa de evento que comemora os 70 anos do Tribunal de Contas do Paraná e destaca papel do cidadão para garantir transparência efetiva.

Publicado para | Destaque | Evento | Fiscalização | Gestão Pública | Licitação | Licitações | Monitoramento | Participação popular | Produção OSB | Transparência | Utilidade Pública em 28 de junho de 2017 18:55

O Observatório Social do Brasil participou no último dia 28 de junho, como interlocutor do Painel Transparência e Sociedade, que faz parte da programação do II Fórum de Controle Externo, promovido pelo Tribunal de Contas do Paraná, em comemoração aos 70 anos da instituição. O evento foi realizado até o dia seguinte (29) no Centro de Eventos do Sistema Fiep. Durante o encontro, o presidente do OSB, Ney Ribas, destacou a importância da atuação dos voluntários da rede para a efetiva transparência do poder público municipal. “Tivemos um caso recente de uma prefeitura do Piauí que publicou um edital de licitação para a merenda escolar e entre os ítens estavam listados produtos como esmalte e perfume. Além desta irregularidade, a prefeitura estava disposta a pagar valores acima dos praticados pelo mercado. Com os olhos atentos do cidadão, foi possível refazer o edital e proporcionar uma economia efetiva aos cofres públicos. Mesmo que transparência não seja espontânea, temos o dever de motivá-la. Afinal, o maior custo é a não transparência”, completou.

O uso de novas tecnologias de informação também foi destaque. Marcos Nóbrega, conselheiro substituto do Tribunal de Contas de Pernambuco, afirmou que transparência é um esforço permanente e para garantir efetividade, é preciso investir em quantidade, qualidade e facilidade de acesso à informação. Não adianta só promover um choque de transparência e depois burocratizar. É necessário criar mecanismos para inovar sempre e hoje a tecnologia é a grande aliada.”

O Observatório Social do Brasil já utiliza novas ferramentas digitais que auxiliam a rede de controle. O OSB oferece gratuitamente, em parceria com a RCC Soluções em licitação, para as prefeituras e observatórios um aplicativo gratuito que dá acesso as licitações abertas no país. A busca é fácil e pode ser feita por segmento de atuação, ou por palavra-chave, produto ou serviço. Além desta, outra ferramenta utilizada pelo observatório, e que tem agilizado o trabalho dos voluntários, é o aplicativo que apresenta a referência de preços dos produtos e serviços publicados nos editais de licitações de todo o país, além de mostrar também o ganhador e o perdedor do certame.

Quer saber mais sobre esta ferramenta, acesse: http://comprasgov.com.br/#Aplicativos

Veja outras publicações das mesmas tags: | |

Mantenedores

Patrocinadores

ObservatórioSocial do Brasil

O OSB é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, disseminadora de uma metodologia padronizada para a criação e atuação de uma rede de organizações democráticas e apartidárias do terceiro setor. A Rede OSB é formada por voluntários engajados na causa da justiça social e contribui para a melhoria da gestão pública.