Juiz Márlon Reis lança em Curitiba o livro ‘O Nobre Deputado’

Entrevistas parecem desvendar o comprometimento do Congresso Nacional e das Assembleias Legislativas com uma gigantesca máquina que vicia todo o processo eleitoral do Brasil de forma assustadoramente eficiente

22 de julho de 2014 18:54

Veja outras publicações das mesmas tags: | | | |

Um dos idealizadores da Lei da Ficha Limpa, o juiz eleitoral do Maranhão Márlon Reis lança em Curitiba na semana que vem o livro “O Nobre Deputado”, pela editora Leya. O evento será realizado na próxima quinta-feira (31), no Hall do Teatro do Shopping Curitiba (Rua Brigadeiro Franco, 2300), às 19h30.

Baseado em fatos reais, em “O Nobre Deputado” Márlon Reis apresenta os resultados do trabalho feito a partir do que ouviu de políticos e pessoas envolvidas sobre como se define a eleição de um deputado federal ou estadual.

A história foi construída baseada em um personagem fictício, chamado de Cândido Peçanha.

Sinopse
‘Meu nome é Cândido Peçanha. Sou um deputado eleito democraticamente para representar o povo do meu Estado. […] No Brasil, não importa o Estado, a única coisa que vira o jogo é uma avalanche de dinheiro. O jogo é comprado, vence quem paga mais. Sempre foi assim e sempre será. […] Meu objetivo aqui é revelar como o poder transforma dinheiro em poder. É um sistema de engenhosidade formidável, complexo e encantador.’ Você sabia que o resultado de qualquer eleição no Brasil já está definido muito antes do encerramento da votação? Antes até da abertura das urnas? Isso nos faz pensar que a vontade do eleitor não vale muito no processo. O que conta é a quantidade de dinheiro arrecadado para a campanha vencedora, que usa a verba num esquema infalível de compra de votos. Arrecadou mais, pagou mais. Pagou mais, levou. Simples assim. Não existem números que comprovem tal fato, mas as diversas entrevistas realizadas por Márlon Reis ao longo dos últimos meses para realizar este livro, parecem desvendar o comprometimento do Congresso Nacional e das Assembleias Legislativas com uma gigantesca máquina que vicia todo o processo eleitoral do Brasil de forma assustadoramente eficiente. Isso explicaria muita coisa… O deputado Cândido Peçanha é uma personificação do que o autor viu e ouviu. Reunimos assim, num único personagem, os testemunhos de vários políticos que, mesmo não se conhecendo entre si e sendo dos mais variados pontos do país, se referem às mesmas práticas de modo minucioso e coerente.

Sobre o Autor
Marlon Reis é Juiz de Direito no Maranhão; membro e fundador do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, fundador e presidente da Abramppe – Associação Brasileira dos Magistrados, Procuradores e Promotores Eleitorais; um dos redatores da minuta da Lei da Ficha Limpa (LC n˚ 135/2012); foi o vencedor do I Prêmio Innovare “O Judiciário do Século XXI”, com o projeto Justiça Eleitoral e Sociedade Civil, concedido pela Fundação Getúlio Vargas, Ministério da Justiça e Associação dos Magistrados Brasileiros;

Em 2009, foi considerado pela Revista Época um dos 100 brasileiros mais influentes; ministrou a disciplina “Abuso de Poder Político e Econômico” no programa de pós-graduação em Direito Eleitoral da Universidade de Brasília; possui diploma de Estudos Avançados em Sociologia Jurídica e Instituições Políticas pela Universidad de Zaragoza, Espanha, onde atualmente cursa programa de doutorado;

Autor do livro “Uso Eleitoral da Máquina Administrativa e Captação Ilícita de Sufrágio” (Editora da Fundação Getúlio Vargas) e coordenador do livro “Ficha Limpa – Lei Complementar nº 135/2010 – Interpretada por juristas e responsáveis pela iniciativa popular” (EDIPRO);

Ministrou no Tribunal Eleitoral do Poder Judiciário da Federação do México, curso sobre o modelo brasileiro de inelegibilidades; foi selecionado pela Universidade de Stanford para representar o Brasil no Draper Hills Summer Fellowship Program (2012);

Em 2013, proferiu palestras na Malásia, Tunísia e Alemanha; também em 2013, foi agraciado pelo Senado Federal com a Comenda Dom Helder Câmara, por relevantes serviços prestados à defesa dos Direitos Humanos; palestrante e conferencista;

É autor dos livros “Direito Eleitoral Brasileiro” (Editora Leya-Alumnus) e “O Gigante Acordado” (Leya).

Mantenedores

ObservatórioSocial do Brasil

O OSB é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, disseminadora de uma metodologia padronizada para a criação e atuação de uma rede de organizações democráticas e apartidárias do terceiro setor. O Sistema OSB é formado por voluntários engajados na causa da justiça social e contribui para a melhoria da gestão pública.

Rua Heitor Stockler de França, 356, sala 101 | Centro Cívico | Curitiba – PR
CEP: 80.030-030
Telefone: 41 3307-7058
E-mail: contato@osbrasil.org.br