Sorocaba e Itu, em São Paulo, terão Observatório Social

30 de setembro de 2013 19:47

Veja outras publicações das mesmas tags: | |

Para explicar o que significa um Observatório Social (OS) e como funciona e é constituído, haverá, nos próximos dias 3 e 4, o 2º Encontro dos Observatórios Sociais do Estado de São Paulo, que será realizado no auditório da Associação Comercial de Sorocaba

Sorocaba e Itu preparam-se para serem as próximas cidades a ter instituída uma unidade do Observatório Social do Brasil (OSB), cujo objetivo é acompanhar todas as ações do Poder Executivo e garantir que o orçamento municipal seja aplicado de forma correta. Trata-se de um espaço para a prática da cidadania, no qual é possível que empresários, funcionários públicos, profissionais liberais, entidades de classe e universidades e qualquer cidadão, todos voluntários, contribuam para a melhoria da gestão pública no Brasil. Para explicar o que significa um Observatório Social (OS) e como funciona e é constituído, haverá, nesta semana, o 2º Encontro dos Observatórios Sociais do Estado de São Paulo, que será realizado no auditório da Associação Comercial de Sorocaba, situado na rua da Penha, 535, Centro, nos dias 3 e 4 de outubro (quinta e sexta-feira – veja programação abaixo). Em Itu, no dia 4, também haverá uma palestra sobre o tema. Os organizadores do evento esperam sensibilizar as comunidades sorocabana e ituana a estabelecerem um OS.

Para integrar um OS, uma exigência é a pessoa não ser filiada a partido algum. “Os observatórios são democráticos e apartidários”, afirma o administrador de empresas e contador, Elias Magurno, de 63 anos, que esteve na redação do Cruzeiro do Sul, na quinta-feira passada, acompanhado dos ituanos Wanderson Faustino, de 27 anos, analista de sistemas, e Alexandre Oliveira, de 39 anos, empresário no ramo de tecnologia da informação, quando foram recebidos pelo presidente da Fundação Ubaldino do Amaral (FUA), Laelso Rodrigues. “Nós queremos estimular Porto Feliz e Cabreúva a criarem um OS também”, observa Oliveira. Esse modelo de OS existe há 12 anos e já se expandiu pelo Brasil e hoje está presente em 85 cidades espalhadas em 14 estados. E com mais de mil voluntários, esses OSs já conseguiram, por exemplo, uma economia estimada em torno de R$ 300 milhões nas compras públicas, somente em 2012.

No dia 3, a programação começa às 14h30 com a apresentação dos participantes de OSs. Depois segue uma extensa programação até às 21h. Às 19h, haverá uma palestra aberta à comunidade, quando será abordado o que é e como funciona um OS. No dia 4, sexta-feira, a programação recomeça às 8h30 e prossegue até às 17h.

CLIQUE AQUI e confira a programação completa disponível no site do OSB

Notícia publicada na edição de 29/09/13 do Jornal Cruzeiro do Sul, na página 006 do caderno A

Mantenedores

ObservatórioSocial do Brasil

O OSB é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, disseminadora de uma metodologia padronizada para a criação e atuação de uma rede de organizações democráticas e apartidárias do terceiro setor. O Sistema OSB é formado por voluntários engajados na causa da justiça social e contribui para a melhoria da gestão pública.

Rua Heitor Stockler de França, 356, sala 101 | Centro Cívico | Curitiba – PR
CEP: 80.030-030
Telefone: 41 3307-7058
E-mail: contato@osbrasil.org.br