Representantes do Observatório apresentam sugestões a prefeito e secretários

Uma das propostas é capacitar, em parceira com o Sebrae, empresas locais para que elas possam participar de licitações

16 de janeiro de 2017 12:24

Veja outras publicações das mesmas tags: | | | | | |

Em discussão a transparência e a contenção de gastos públicos. Essa foi a temática do encontro entre os representantes do Observatório Social de Sorriso – MT (OSS), o prefeito Ari Lafin, o vice-prefeito Gerson Bicego e secretários da Administração Municipal. O presidente do OSS, Guilherme Calvo Cavalcante, pontuou que o grupo apresentou várias sugestões para o prefeito como criar um Conselho de Transparência e Gestão em que qualquer cidadão possa participar, pois “fiscalização é inerente a toda população”, salientou.

Outra sugestão é a criação de um departamento de preços, “evitando que a Administração se atenha a três licitações”, explicou o presidente. Guilherme também pontuou que uma das possibilidades é capacitar, em parceira com o Sebrae, empresas locais para que elas possam participar de licitações. “Muitos empresários não participam por dúvidas mesmo, por não saber como proceder”, reforçou.

Em um levantamento feito pelo OSS no ano passado foi constatado que a maioria dos processos licitatórios são ganhos por empresas estaduais ou de fora do Estado e não municipais. Segundo os representantes do Observatório, o fato se deve por dúvidas e falta de esclarecimentos. Para os secretários de Indústria, Comércio e Turismo, Cláudio Drusina e de Administração, Estevam Húngaro Calvo Filho, a ideia de parcerias com instituições para sanar dúvidas é possível por em prática.

Guilherme ainda apresentou um modelo de controle de estoque para o almoxarifado municipal visando evitar o desperdício de material e a publicação de um relatório da frota de veículos do município. E aproveitou para fazer um pedido especial ao prefeito: orientar os secretários para que além de acompanhar os certames licitatórios, os integrantes do OSS possam acompanhar a execução das obras e a entrega das mesmas. “Gostaríamos de acompanhar todo o processo. Claro que para isso vamos nos estruturar melhor, mas é um dos desafios que estamos nos propondo e precisamos dessa abertura”, justificou, lembrando que essa é uma atuação preventiva.

Para o vice-prefeito Gerson Bicego todas as observações dos integrantes do OSS são bem vindas. “Quero parabenizar a forma de trabalho do Observatório porque eles chegam antes do problema e salientar que nos estamos abertos a todas as parcerias produtivas. Apesar da experiência que tenho, o trabalho no Executivo é muito diferente do Legislativo e todas as formas de ajuda são bem vindas”, reforçou.

Já o prefeito Ari Lafin agradeceu a visita e ressaltou que o trabalho desenvolvido pelo Observatório é muito interessante. “É uma ferramenta de suma importância e nos precisamos da ajuda do Observatório, pois queremos dar respostas positivas à sociedade com transparência e legalidade”, disse.

Lafin destacou que todos os dias, às 06h tem se reunido com uma banca administrativa para discutir ações técnicas que busquem dinamismo e organização interna para trazer resultado imediato nas ações propostas à sociedade. “E o apoio do Observatório nesse processo será fundamental. É hora de nos unirmos para enxugar a máquina pública e viabilizarmos recursos para fazermos obras e trabalharmos pelo bem do município. Mais uma vez agradeço as sugestões e conto com o apoio do Observatório”, finalizou.

Sobre o Observatório Social

É um espaço para o exercício da cidadania, que deve ser democrático e apartidário e reunir o maior número possível de entidades representativas da sociedade civil com o objetivo de contribuir para a melhoria da gestão pública. Em todo o país, 110 Observatórios Sociais realizam esse trabalho.

Cada Observatório Social é integrado por cidadãos brasileiros que transformaram o seu direito de indignar-se em atitude: em favor da transparência e da qualidade na aplicação dos recursos públicos. São empresários, profissionais, professores, estudantes, funcionários públicos e outros cidadãos que, voluntariamente, entregam-se à causa da justiça social.

Em Sorriso o Observatório atende anexo ao prédio da Aces, na Rua Tenente Lira, 230. Telefone 3544-0063, e-mail: observatorio.s@hotmail.com.

Por Claudia Lazarotto
Fotos: DECOM
Via Prefeitura Municipal de Sorriso

ObservatórioSocial do Brasil

O OSB é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, disseminadora de uma metodologia padronizada para a criação e atuação de uma rede de organizações democráticas e apartidárias do terceiro setor. O Sistema OSB é formado por voluntários engajados na causa da justiça social e contribui para a melhoria da gestão pública.

Rua Heitor Stockler de França, 356, sala 101 | Centro Cívico | Curitiba – PR
CEP: 80.030-030
Telefone: 41 3307-7058
E-mail: contato@osbrasil.org.br