OSB, ONG’s, movimentos e partidos apoiam campanha de NÃO ao aumento do Fundão

Com quórum quase vazio, votação prevista para a ultima quarta-feira (28) foi adiada. Projeto pretende aumentar em 120% o fundo público eleitoral bilionário

30 de agosto de 2019 20:30

O Congresso Nacional não conseguiu analisar o projeto da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) que previa o aumento de R$ 2 bilhões para o fundo eleitoral na última quarta-feira (28). Por falta de quórum, a sessão foi encerrada antes desse tema entrar na pauta.

Durante a programação do dia 27 de agosto (Dia da Integridade) do 3º Congresso Pacto Pelo Brasil, que ocorreu de 26 a 28 deste mês, o OSB – realizador do evento – promoveu um ato coletivo repudiando a possibilidade da votação favorável e conclamando pressão aos congressistas pelo site naoaofundao.org, onde na sessão “PRESSIONE AGORA” é possível enviar, de uma só vez a todos os deputados federais, um texto, já redigido, pedindo a não aprovação da proposta.

Ainda não há data prevista para a nova votação, mas é preciso seguir com a mobilização para que essa proposta não avance. Para isso, é importante manter a temperatura nas redes sociais e seguir pressionando os líderes partidários a barrá-la.

PRESSIONE AGORA

Entenda

Partidos políticos são peças fundamentais para a democracia, porém muitos se tornaram negócios de família e são usados por seus dirigentes para realizar esquemas de corrupção.

Aprimorar a legislação brasileira sobre financiamento eleitoral é essencial no combate à corrupção. É nesta direção que caminha a Medida 16 das Novas Medidas contra a Corrupção, que extingue o Fundão e limita o poder do dinheiro na política.

Contudo, existe a proposta que  que pode autorizar o aumento do Fundão (uma verba pública para financiamento eleitoral) de R$ 1,7 bilhões para R$ 3,7 bilhões (aumento de R$ 2 bilhões, ou seja, 120%) sem garantias de transparência e mecanismos de controle já que seus recursos são super concentrados nas cúpulas dos grandes partidos, o que somado à falta de transparência interna na divisão de recursos pode fazer com que novas candidaturas não tenham apoio financeiro, enfraquecendo a possibilidade de abertura e oxigenação do sistema político, algo tão fundamental no Brasil hoje.

Dobrar um fundo bilionário vai na contramão do que o Brasil precisa em tempos de crise econômica e num país com tamanho déficit de serviços públicos, e ultrapassa o limite do razoável.

A sua mobilização pode mudar isso! Pressione e compartilhe esta campanha. Não deixe para depois!

Mantenedores

ObservatórioSocial do Brasil

O OSB é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, disseminadora de uma metodologia padronizada para a criação e atuação de uma rede de organizações democráticas e apartidárias do terceiro setor. O Sistema OSB é formado por voluntários engajados na causa da justiça social e contribui para a melhoria da gestão pública.

Rua Heitor Stockler de França, 356, sala 101 | Centro Cívico | Curitiba – PR
CEP: 80.030-030
Telefone: 41 3307-7058
E-mail: contato@osbrasil.org.br