OSB – Itabira, em Minas Gerais, realiza assembleia de constituição

Itabira é a sexta cidade do Estado a integrar a rede OSB, visando a prática da cidadania como estratégia para construção de uma sociedade melhor

Publicado para | Boas práticas | Cidadania Fiscal | Controle Social | Destaque | Evento | Fiscalização | Gestão Pública | Participação popular | Participação social | Transparência | Utilidade Pública em 26 de fevereiro de 2018 14:50

Foi realizada no último dia 05 de fevereiro, a assembleia de constituição do Observatório Social do Brasil  – Itabira (MG) – OSBI – no auditório da Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Agropecuária de Itabira (ACITA).

Dentre as 72 pessoas presentes, destaque para representantes do Rotaract, Rotary Itabira, Rotary Itabira Cauê, Lions, Conselho Regional de Medicina MG Delegacia Regional de Itabira, Interassociação de Amigos dos Bairros de Itabira, Senai Itabira, Sindicatos dos Produtores Rurais de Itabira, Sicoob Credimepi, Sicoob Credivale.

A convite do Presidente da assembleia, advogado Elder Magalhães, 60 pessoas aderiram à condição de Associados Fundadores, coadjuvantes deste momento histórico, quando o OSBI se tornou uma entidade de fato, na busca de fazer de Itabira a cidade que tanto se deseja.

O OSBI teve seu Projeto de Estatuto aprovado e, por aclamação, foi eleita e empossada a primeira diretoria, assim constituída:

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO: Presidente Jenisse Maria Guimarães Lanza; Vice-presidente Administrativo-financeiro, Maria Aparecida Lage de Magalhães Nogueira; Vice-presidente para Assuntos Institucionais, Maria Mercês Moura Andrade; Vice-presidente de Produtos e Metodologia, Maria Regina de Almeida Duarte; Vice-presidente para Assuntos Legais e Controle Social, Jucileny Aparecida Duarte Zanon.

CONSELHO FISCAL: Maria da Conceição Moreira Papa; Eneida Lage; Marcus Vinícius Lage Moreira; Agostinha Calixta Fonseca e Franco; Marlene Martins Santos e Castro; Maria de Cássia de Freitas.

Usando da prerrogativa que lhe confere o Estatuto, o recém empossado Conselho de Administração declarou criado o CONSELHO CONSULTIVO do OSBI, convidando para integrá-lo, dentre os presentes, José Celso Ribeiro Vilela de Oliveira – Presidente, Maria do Carmo Amoroso Senra Moreira e Kamila Silveira Rosa.

Cumpridas as formalidades legais, espera-se que os trabalhos de monitoramento comecem ainda no primeiro trimestre de 2018, correspondendo à expectativa de 218 Associados – 17 entidades, 41 mantenedores, 71 contribuintes e 89 voluntários – que conheceram o projeto, que o desejaram também, e que contribuirão para que ele alcance os objetivos propostos.

A presidente empossada, Jenisse Maria Guimarães Lanza, falou sobre  uma mudança de postura da sociedade. “Temos aprendido com essa rica experiência de criação do OSBI: a sonhar, a trabalhar e a realizar. E ousamos sonhar mais além: que a cultura da cidadania, do interesse pelo pensar e pelo agir coletivamente, passem a fazer parte, urgentemente, das nossas vidas. Trabalharemos por isso, incansavelmente”.

O Presidente da Associação Comercial eIndustrial de Itabira, Eugênio Muller, reforçou o apoio da Federaminas e da associação comercial. “Muito se fala, muito se faz, evidentemente, mas os esforços agora serão convergentes. E que esse exemplo se multiplique mais e mais. O Estado ganha, a sociedade ganha e nós, empreendedores, ganhamos, nos aliando a um grupo focado no uso dos recursos em favor daquilo que lhe é mais digno, que é o bem-estar da população.”

Para o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Itabira, Evando Avelar, a criação do Observatório Social Itabira será mais uma ferramenta de controle do gasto público.  “A partir do controle social o gestor terá uma ferramenta eficiente para corrigir os caminhos”, explicou.

Já o presidente do Sicoob Credimepi, Jacson Araújo, viu a iniciativa como uma excelente oportunidade para a cidade. “Eu acompanho o observatório social nas suas origens no Paraná, na cidade de Toledo, e acho fantástica a organização da sociedade civil, que nada mais é do que a busca do bem comum. Da forma coletiva nós podemos alcançar mais pessoas. Vejo com bons olhos, é uma prática que vai ajudar muito a Administração Pública. Eu, por exemplo, se fosse um administrador público, gostaria muito que existissem na minha cidade pessoas que ajudassem a fiscalizar, objetivando o bem comum. É uma ação de cidadania incutir no jovem que nós temos que ter esse DNA de buscar boas práticas, indo ao encontro de maior transparência, e à prática da ética. Itabira está dando um belo exemplo ao oficializar o Observatório Social na cidade. Parabéns!”

E o cidadão itabirano, Maurício Drumond, falou de como o OSBI vem complementar as riquezas locais. “A ciência e a natureza deram a Itabira, no que se refere às riquezas de seu solo, a terceira chance de ser uma cidade de porte, com IDH bacana, com a população bacana, com saúde bacana, e vemos muitas iniciativas para transformá-la nisso, aqui mesmo neste ambiente da Acita. E agora a gente tem mais uma ferramenta também extremamente poderosa que é o controle social do gasto público, que está vindo no momento certinho porque, daqui a pouco, a natureza e a ciência não vão dar mais safra de minério, e aí Itabira vai ser retrato na parede. Vida longa ao Observatório Social de Itabira!”

Via OSBI
Fotos Fernando Sampaio

Veja outras publicações das mesmas tags: | | | | | | | | | | | | | |

Mantenedores

Patrocinadores

ObservatórioSocial do Brasil

O OSB é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, disseminadora de uma metodologia padronizada para a criação e atuação de uma rede de organizações democráticas e apartidárias do terceiro setor. O Sistema OSB é formado por voluntários engajados na causa da justiça social e contribui para a melhoria da gestão pública.