OSB e CFC renovam termo de cooperação

O documento de cooperação pela manutenção e criação de observatórios sociais pelo Brasil foi assinado nesta quinta-feira, dia 6 de dezembro, em Brasília.

06 de dezembro de 2018 18:11

Veja outras publicações das mesmas tags: | | |

O Observatório Social do Brasil (OSB) e o Conselho Federal de Contabilidade (CFC) renovaram sua parceria e assinaram nesta quinta-feira (6 de dezembro) pela manhã o acordo de cooperação pela manutenção e criação de observatórios sociais pelo Brasil. A solenidade ocorreu na Reunião Plenária do CFC, em Brasília (DF).

O documento, que foi assinado pelo presidente voluntário do OSB, Ney da Nóbrega Ribas, e pelo presidente do CFC, Zulmir Breda, prevê, ainda, ações de monitoramento entre as entidades que promovam maior transparência e qualidade na gestão dos recursos, avaliando atos de gestão que envolvam despesas e investimentos financeiros, bem como suas implicações com os princípios da administração pública.

Compuseram a mesa de honra para assinatura do termo, além dos presidentes das entidades, a diretora executiva do OSB, Roni Enara; a diretora executiva do CFC, Elys Tevania; e o conselheiro do CFC e vice-presidente para Assuntos Institucionais e de Alianças do OSB, Pedro Gabril.

Para o presidente do CFC,  os Observatórios Sociais têm uma relação estreita com o Conselho Federal. “O projeto realizado de natureza social, gratuita e de forma voluntária dignifica todos os que contribuem com as questões-chave do país, que são o controle dos gastos públicos, o combate à corrupção e lavagem dinheiro”, disse Breda.

O primeiro contrato formal assinado entre as duas entidades ocorreu em 2014, mas suas ações já existiam desde 2012, na gestão da ex-presidente do CFC, Maria Clara Cavalcante Bugarim. “O CFC é um membros fundadores dos Observatórios Sociais”, lembrou Zulmir.

Atualmente, os Observatórios Sociais estão presentes em 136 cidades de 16 estados brasileiros. O CFC mantém, por meio do Programa de Voluntariado da Classe Contábil (PVCC), o subprograma Rede Nacional de Cidadania Fiscal – Observatórios Sociais. É por esse programa que as entidades estimulam os profissionais da contabilidade a liderarem o processo de criação e operacionalização de Observatórios Sociais nos seus municípios.

Ney da Nóbrega Ribas disse que “os observatórios não têm “dono”, eles são de todos os segmentos da sociedade, inclusive do CFC, que tem dado todo o apoio necessário”.

Ele ainda destacou a importância trabalho dos observatórios ao chamar a atenção pela fragilidade na transparência das obras públicas. Segundo ele, o observatório acompanhou as obras de creches e escolas em 21 municípios brasileiros. “Durante 18 meses, 135 obras deveriam ter sido entregues, e apenas uma cumpriu o prazo estabelecido. Cerca de 80% dessas obras sequer foram iniciadas”, disse.

Na oportunidade, Ney Ribas revelou que será lançado o selo nacional do pacto pelo Brasil. “Pretendemos lançar esse selo na Bolsa de Valores. Será o primeiro pregão social do país, para que possamos captar recursos de investidores nacionais ou internacionais e executar os projetos pelo país, a exemplo da criação de observatórios  virtuais para atender a municípios que não têm estrutura física para sediar  um escritório. Será o nosso maior desafio para 2019”, justifica.

 

Mais fotos aqui.

Matéria Por Fabrício Santos
Via Comunicação CFC.

Mantenedores

ObservatórioSocial do Brasil

O OSB é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, disseminadora de uma metodologia padronizada para a criação e atuação de uma rede de organizações democráticas e apartidárias do terceiro setor. O Sistema OSB é formado por voluntários engajados na causa da justiça social e contribui para a melhoria da gestão pública.

Rua Heitor Stockler de França, 356, sala 101 | Centro Cívico | Curitiba – PR
CEP: 80.030-030
Telefone: 41 3307-7058
E-mail: contato@osbrasil.org.br