Observatório Social inicia atividades na Capital gaúcha em 2015

Entidade acompanhará de perto desde o lançamento de licitações municipais até a redação do contrato final.

17 de dezembro de 2014 16:54

Veja outras publicações das mesmas tags: | | | |

O Observatório Social de Porto Alegre, lançado nesta terça-feira (16) na Capital gaúcha, iniciará suas atividades em fevereiro de 2015. Sendo uma ONG mantida pelo Sindicato das Empresas e Serviços Contábeis do Estado (Sescon-RS) e empresas parceiras, o Observatório tem como principal objetivo avaliar os processos licitatórios da prefeitura.

O presidente do CRCRS, Antônio Palácios, salientou que o momento é oportuno para ações desta natureza, e lembrou que a sociedade organizada pode e deve participar da vida política, afinal ´é interesse de todos que os gastos públicos sejam bem aplicados. (Foto: Divulgação)

A partir do próximo ano, técnicos contratados pelos mantenedores do Observatório acompanharão de perto desde o lançamento de licitações municipais até a redação do contrato final, evitando assim possíveis erros e desperdício de verba.

O presidente da Sescon-RS, também presidente do Observatório Social de Porto Alegre, Diogo Chamun, destaca que a maioria das cidades que contam com o auxílio de observatórios sociais – são 80 espalhados por todo o Brasil – consideram a entidade uma aliada. Os apontamentos de situações irregulares são encaminhados à prefeitura. Caso o órgão se negue a realizar a correção, a iniciativa procura instâncias superiores para avaliar a situação.

Carlos Siegle de Souza, secretário municipal de Governança Local, que na oportunidade representou o prefeito de Porto Alegre, José Fortunatti, afirmou que a administração municipal estará apoiando a iniciativa e que a transparência nas ações é fundamental em toda a gestão. (Foto: Divulgação)

A Cerimônia de fundação foi realizada no auditório do CRCRS. Com o recinto lotado, o coordenador do OSPOA, Pedro Gabril Kenne da Silva submeteu à apreciação da assembleia os nomes para integrarem o Conselho de Administração:

  •          Diogo Chamun (presidente)
  •          Paulo Kruse (vice-presidente para Assuntos de Gestão)
  •          Marice Fronchetti (vice-presidente para Assuntos Institucionais e Sustentabilidade)
  •          Dionísio da Silva (vice-presidente para Assuntos de Controle Social e Metodologia)
  •          Bruno Eizerik (vice-presidente para Assuntos de Voluntariado e Capacitação)
  •          Maria Salete Mocelin (vice-presidente para Assuntos de Cidadania Fiscal)
  •          Sérgio Galbinski (vice-presidente para Assuntos de Comunicação e Indicadores)
Conselho Fiscal:
  •          Raimundo de Ávila
  •          João Carlos Brandt
  •          José Carlos Mello (titulares)
  •          e Nildo da Silva
  •          Tarso Heldt e Eduardo Sinigaglia (suplentes)

A sede física do Observatório funcionará nas instalações da Proceconta-RS, parceira do Sescon-RS, que fica na Rua Marcílio Dias, Bairro Menino Deus. Chamun declarou que o Observatório não tem o intuito de divulgações, mas que de quatro em quatro meses apresentará os resultados publicamente.

Via CRCRS / Gaúcha

ObservatórioSocial do Brasil

O OSB é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, disseminadora de uma metodologia padronizada para a criação e atuação de uma rede de organizações democráticas e apartidárias do terceiro setor. O Sistema OSB é formado por voluntários engajados na causa da justiça social e contribui para a melhoria da gestão pública.

Rua Heitor Stockler de França, 356, sala 101 | Centro Cívico | Curitiba – PR
CEP: 80.030-030
Telefone: 41 3307-7058
E-mail: contato@osbrasil.org.br