O controle social e a corrupção na administração pública

A notícia foi publicada há alguns anos mas o tema continua atual e com grande relevância

07 de janeiro de 2016 18:01

Veja outras publicações das mesmas tags: | | |

Embora o auditor da Controladoria Geral da União, Welliton Resende, diga que a sociedade brasileira viva um bom momento, o que na atualidade não vem sendo refletido com a atual política econômica, o tema permanece bem atual e as orientações totalmente pertinentes.

Confira a entrevista  do auditor na Rede Mirante, do Maranhão

Controle social é a descentralização do Estado, motivando grupos de pessoas a solucionar problemas que afetam governos, Estados e municípios. Isso passa também pelo controle dos gastos públicos, fiscalização e cobrança das ações.

A Controladoria Geral da União, em parceria com a Secretaria Estadual da Fazenda, tem realizado, ao longo do ano, palestras em todo o Estado, sobre controle social. O auditor da Controladoria Geral da União, Welliton Resende explica como a população pode identificar sinais de corrupção na administração pública.

“A corrupção é um problema muito sério, no nosso país, no nosso Estado. Antes de reprimir a corrupção, o mais interessante é previnir. Para isso, é preciso dar à população conhecimento para que ela participe desse processo. O maior poder que existe é o poder da informação. A partir do momento que o cidadão tem o conhecimento da quantidade de recursos que chegaram no município dele para a construção de um hospital, por exemplo, ele começa a fazer uma cobraça qualitativa encima do gestor, a tendência é que as coisas começem a melhorar” afirmou.

Ele falou, ainda, como o cidadão pode buscar, na prática, informações sobre os recursos recebidos pelos municípios e a real aplicação deles. “O primeiro deles é o Portal da Transparência, o Portal do governo do Estado. Através dessas ferramentas o cidadão vai ter acesso ao volume de recursos que chegou ao município, onde deve ser aplicado e como denunciar se houver irregularidade”, explicou.

“O primeiro sinal de corrupção é sinal exterior de riqueza. O indivíduo, antes da eleição, tem uma determinada situação econômica, normalmente bem baixa, após a eleição ele está nadando no dinheiro. Infelizmente, na maioria dos nossos municípios é assim que acontece”, finalizou.

Via G1

ObservatórioSocial do Brasil

O OSB é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, disseminadora de uma metodologia padronizada para a criação e atuação de uma rede de organizações democráticas e apartidárias do terceiro setor. O Sistema OSB é formado por voluntários engajados na causa da justiça social e contribui para a melhoria da gestão pública.

Rua Heitor Stockler de França, 356, sala 101 | Centro Cívico | Curitiba – PR
CEP: 80.030-030
Telefone: 41 3307-7058
E-mail: contato@osbrasil.org.br