Moradores do DF poderão criar aplicativos para celulares e tablets sobre órgãos públicos

Dados sobre toda a administração pública estarão disponíveis no Portal de Dados Abertos

22 de abril de 2014 17:00

Veja outras publicações das mesmas tags: | | | |

Informações sobre todos os órgãos públicos do Distrito Federal poderão ser acessados em celulares e tablets. É o que pretende o GDF (Governo do DF) que, a partir da próxima segunda-feira (21), deixará disponível na internet dados sobre toda a administração pública do DF. A idéia é incentivar que moradores da região criem aplicativos para os eletrônicos.

A informações sobre os órgãos públicos do DF poderão ser acessadas no Portal de Dados Abertos, criado pela Seplan (Secretaria de Planejamento). Com a iniciativa, o DF passa a ser a terceira unidade da Federação a dispor o acesso às informações brutas do Estado aos moradores.

Também na próxima segunda-feira (21) será lançado o aplicativo e-Visitante, que poderá ser baixado em celulares e tablets. A proposta é fazer com que qualquer pessoa, principalmente os turistas, obtenham informações pelo celular e tablet sobre hospitais, delegacias, parques e pontos turísticos dentro do Distrito Federal, com mapas e telefones para contato.

— O objetivo desse aplicativo é fazer com que o visitante e a população se aproximem da gestão do Estado. Quando se coloca o e-Visitante, conseguiremos identificar quais os pontos turísticos de maior movimento e teremos uma reposta de como está a conservação, por exemplo, explicou a subsecretária de Tecnologia da Informação e Comunicação, da Seplan, Renata Canuto Dumont.

Desenvolvido desde setembro de 2013, o aplicativo estará nas lojas on-line da Apple e da Google Play para download gratuito. De acordo com a Seplan, a expectativa é de que quase 300 mil pessoas baixem o aplicativo nos primeiros dias. O e-Visitante pode ser acessado em português, inglês, francês e espanhol. A expectativa é que a ferramenta ganhe, posteriormente, outras traduções.

Outros aplicativos

Ao todo, foram investidos R$ 5 milhões para aquisição de hardware, software e contratação de mão de obra de apoio aos técnicos. Com esse valor, também foram desenvolvidos outros três aplicativos: Agente Cidadão, e-Serviço e e-Fiscal.

O Agente Cidadão, que estará em funcionamento no mês de junho, oferecerá aos moradores de todo o DF a possibilidade de interagir com órgãos do governo, solicitar informações ou demandar serviços da Ouvidoria, asfaltamento, iluminação pública e poda de árvores. Esses temas, segundo a Seplan, foram responsáveis por 60% dos 219 mil contatos feitos pela população em 2013.

Com previsão de lançamento para setembro, o e-Serviço é um aplicativo voltado à obtenção de serviços de órgãos do governo, como segunda via de contas da CEB e Caesb e notificação de falta de luz.

A última ferramenta, o e-Fiscal, deverá estar disponível em novembro e auxiliará os servidores a prestarem serviços à população. Com ele, por exemplo, será possível identificar áreas de risco por parte da Defesa Civil. Todos os programas foram desenvolvidos por técnicos do quadro de pessoal do GDF.

 

Via R7

ObservatórioSocial do Brasil

O OSB é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, disseminadora de uma metodologia padronizada para a criação e atuação de uma rede de organizações democráticas e apartidárias do terceiro setor. O Sistema OSB é formado por voluntários engajados na causa da justiça social e contribui para a melhoria da gestão pública.

Rua Heitor Stockler de França, 356, sala 101 | Centro Cívico | Curitiba – PR
CEP: 80.030-030
Telefone: 41 3307-7058
E-mail: contato@osbrasil.org.br