Educação para a Cidadania teve encontro em Campo Mourão

Entre os objetivos da ação está a difusão da educação fiscal e de formas de controle social da gestão pública

23 de maio de 2016 14:50

Veja outras publicações das mesmas tags: | | |

A Loja Maçônica Verdade e Justiça e o Instituto de Representatividade Social Cruzeiro do Sul, com o apoio do Observatório Social local, realizaram no último dia 13 de maio, em Campo Mourão – PR, o 5º Encontro do Fórum Encontro para a Cidadania. A promoção foi realizado no salão de eventos do Santa Maria Hotel e reuniu cerca de 50 pessoas.

Campo Mourão_encontro cidadania 13.05.2016

Entre os diversos objetivos da ação em desenvolvimento já há algum tempo na cidade – que norteada pelo exercício da cidadania e seus pressupostos – está a difusão da educação fiscal. Outra meta da ação é difundir formas de controle social da gestão pública. Entre os objetivos do projeto de estudos sobre o exercício da cidadania estão: auto educação dos membros do grupo, disponibilizar informações multidisciplinares a respeito dos pressupostos para o exercício da cidadania, estímulo à pesquisa e a educação contínua, além de fortalecer e capacitar os membros do grupo para – juntamente com outros grupos sociais – contribuir para o desenvolvimento político, social e econômico de Campo Mourão.

O grupo de estudos é integrado por membros das duas instituições que promoveram o encontro, bem como de outras lojas maçônicas, da Associação de Acácias e outras pessoas da sociedade civil.

Ressaltam os coordenadores do projeto que o povo brasileiro vive um tempo de perplexidade no atual cenário político, em todas as esferas. “O contexto ora vivenciado impõe a cada pessoa muitos questionamentos relativos à efetividade e a moralidade da gestão estatal, a existência ou não de planejamento estratégico para os entes públicos e sua correlação com receita/prioridade. Também se há transparência na gestão pública, se há desvio de finalidades, porque há tanta corrupção, de onde vem a tendência ao messianismo e se, no limite, as instituições brasileiras de controle estão funcionando”, questionam.

Palestrantes 

O encontro realizado no final de semana contou com a participação de dois expositores. Um deles foi Marcílio Hubner de Miranda Neto, que é graduado em Enfermagem e Obstetrícia pela Faculdade de Enfermagem e Obstetrícia Dom Domênico, mestre em Ciências (1986) e doutor em Ciências (1992) pela Universidade de São Paulo. O palestrante é professor da Universidade Estadual de Maringá (UEM) desde 1989, coordenou o Museu Dinâmico Interdisciplinar da UEM (2008-2014).

Marcílio Hubner de Miranda Netto também coordenou o projeto “Rede de Observatórios Sociais: Estratégias para a construção da Cidadania Fiscal e Exercício do Controle Social” (março de 2010 a junho de 2013), que teve fomento  concedido pela FINEP – Agência Brasileira de Inovação como prêmio à SER – Maringá e seus parceiros pelo melhor projeto de Tecnologia Social da Região Sul do País no ano de 2008.

O segundo expositor do encontro foi Roberval Melo Ruscetto, que é graduado em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) e preside o Observatório Social de Campo Mourão (o segundo implantado no país). Por 28 anos trabalhou no departamento de compras da Coamo Agroindustrial Cooperativa. Ruscetto é aposentado, membro ativo da Loja Maçônica Oliveira Zanini N° 45 (desde 197), e do Conselho Municipal de Segurança de Campo Mourão (Conseg), além de participante da Agenda 21 local.

Via Tá sabendo

 

Mantenedores

ObservatórioSocial do Brasil

O OSB é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, disseminadora de uma metodologia padronizada para a criação e atuação de uma rede de organizações democráticas e apartidárias do terceiro setor. O Sistema OSB é formado por voluntários engajados na causa da justiça social e contribui para a melhoria da gestão pública.

Rua Heitor Stockler de França, 356, sala 101 | Centro Cívico | Curitiba – PR
CEP: 80.030-030
Telefone: 41 3307-7058
E-mail: contato@osbrasil.org.br