Curitiba foi sede do 6º Encontro Estadual de Observatórios Sociais do Paraná

Observatório Social do Brasil e OSB – Curitiba realizaram o evento em parceria na última terça-feira, dia 22 de maio.

25 de maio de 2018 18:33

Na última terça-feira, dia 22 de maio, o Observatório Social do Brasil (OSB) e o OSB – Curitiba realizaram o 6º Encontro de Observatórios Sociais do Paraná. O evento aconteceu no auditório do Sindicato das Indústrias Gráficas do Paraná (SIGEP) e contou com mais de 30 representantes de 17 observatórios sociais que integram o Sistema OSB no Paraná.

Os encontros estaduais têm como objetivo fortalecer o Sistema OSB em cada região, alinhando ações e promovendo a troca de experiência entre os observadores. As discussões envolvem o compartilhamento de boas práticas, gestão e definição das próximas ações.

A programação contou com painéis temáticos. O primeiro foi com André Fadel, Técnico de Controle do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), que falou sobre o Portal de Informação para Todos e como os observatórios podem interagir com a ferramenta. O segundo foi sobre “O preço de referências nas contratações públicas”, apresentado pelo auditor do Tribunal de Contas da União (TCU), Thiago Zagatto.

Segundo Zagatto, os órgãos de controle de maneira geral, incluindo o TCU, têm uma estrutura limitada para fiscalizar as despesas que a união executa. Por este motivo, para ele, dispor de instituições como o Observatório Social como parceiros nessa fiscalização acaba dando mais capilaridade. ”Eu considero que temos que ajudar com a nossa expertise e experiência, atuando no controle externo e nos processos de contratação e tentar fornecer conhecimentos e instrumentos para empoderar e ajudar essas pessoas que estão voluntariosas querendo contribuir na fiscalização dos recursos públicos”, disse sobre sua participação no encontro.

O terceiro painel foi sobre ações de conscientização nas Eleições de 2018, apresentado pelos coordenadores do movimento Vote Bem, Fernando Leite e Dorgival Lima Pereira da Federação das Indústrias do Estado do paraná (FIEP). Para Fernando Leite, as parcerias são fundamentais e é preciso compartilhar conhecimentos e expandir essas ações. “A gente precisa de apoio e sem esse tipo de abordagem algumas medidas atuais não vão adiantar, porque a transformação começa da base e é preciso preparar uma nova geração para esse Brasil que a gente deseja”, afirmou.

Ainda segundo ele, o Sistema OSB é uma instituição da sociedade civil organizada que fortalece uma força fundamental na democracia: que é ter instituições de controle fora do Estado. “Além disso o Observatório ensina o poder público a como executar uma boa gestão. Sendo assim é fundamental para o desenvolvimento da democracia brasileira”, opinou.

O quarto painel foi sobre “Gestão de voluntários” e contou com a contribuição da organização TETO e do programa de voluntários do Hospital Pequeno Príncipe (HPP). Para a psicóloga do HPP Mariana Mansur, a apresentação teve como objetivo auxiliar na ampliação de uma rede consciente de voluntários comprometidos e responsáveis que possam ajudar a desenvolver o trabalho que o Sistema OSB realiza. “Contribuir com o trabalho do Observatório Social para uma causa nobre é para nós um exercício de cidadania. Trabalhamos em um hospital que atende por SUS e vemos cada vez mais a necessidade de uma gestão efetiva”, completou Rita Lous, também psicóloga do HPP.

Durante a tarde foram realizadas rodas de conversas sobre “Sustentabilidade” e “Boas práticas”, incluindo troca de experiências relacionadas à sustentabilidade e captação de recursos entre os Observatórios presentes. Cristine Canan, do OSB – Pato Branco afirma ter aprendido muito. “As apresentações do TCE e do TCU foram muito importantes. Muitas coisas eu não conhecia e já vou começar a colocar em prática”. Para ela a troca de experiências também foi enriquecedora. “O Hospital Pequeno Príncipe, por exemplo, abriu nossos olhos na questão do voluntariado”, disse.

Para Elena Losi, do Observatório Social de Foz do Iguaçu, o Encontro Estadual de Observatórios é muito importante, pois a troca de experiências é fundamental para o dia a dia do trabalho. “O trabalho de um Observatório Social é muito peculiar, algo que não se aprende em uma faculdade, então esse tipo de troca ajuda muito no desenvolvimento e aprimoramento do serviço”, concluiu.

Mantenedores

ObservatórioSocial do Brasil

O OSB é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, disseminadora de uma metodologia padronizada para a criação e atuação de uma rede de organizações democráticas e apartidárias do terceiro setor. O Sistema OSB é formado por voluntários engajados na causa da justiça social e contribui para a melhoria da gestão pública.

Rua Heitor Stockler de França, 356, sala 101 | Centro Cívico | Curitiba – PR
CEP: 80.030-030
Telefone: 41 3307-7058
E-mail: contato@osbrasil.org.br