Comunidade de São Francisco do Sul lança Observatório Social na cidade

Estudantes do Ensino Médio do município participaram da palestra e querem ajudar na implantação do OS

17 de março de 2017 16:49

Veja outras publicações das mesmas tags: | | | | | | | | |

Implantado em 120 cidades brasileiras em 19 estados e 35 em andamento, o Observatório Social traz uma nova esperança para os cidadãos que querem contribuir para acabar com a corrupção no país, principalmente, quando a corrupção afeta diretamente o contribuinte que paga seus impostos para ver sua cidade melhor, mais desenvolvida.

Na noite de quarta-feira (15), o presidente do Observatório Social do Brasil, Ney Ribas, esteve em São Francisco do Sul – SC, onde falou para uma plateia de mais de 100 pessoas, sobre a importância do controle dos gastos públicos, incentivando a implantação da OS na cidade.

São Francisco do Sul vem caminhando para a implantação do OS há mais de 4 anos, quando o engenheiro Marco Simões, um dos idealizadores, trouxe o tema para discussão em Associações como a Associação Empresarial (ACISFS).

Segundo Simões, a ideia surgiu em uma reunião na Associação dos Moradores da Ubatuba, em 2013, onde a associada Maria do Carmo tinha a proposta, contudo não foi para frente. “Em 2014, surgiu uma nova mobilização, junto com a professora Edilene para fundar o Observatório Social na cidade. Pessoas como o Pedro Mira, Sylvia, Marisa, Maria do Carmo, Luciane Garcez e outros se uniram e começamos a dar corpo ao projeto”.

No evento, o prefeito municipal Renato Gama Lobo, que participou até o final, falou da importância do engajamento da sociedade em ajudar a fiscalizar a gestão municipal.

De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal, Renato apoiou a vinda do presidente do OSB. “A presença do Ney aqui é importante para o município, para o futuro da cidade e para este gestor – e também para os próximos. O processo de licitação tem que ser feito com lisura e hoje o observatório vem trazer para nós essa possibilidade com mecanismos de fiscalização e também instrumentos de gestão”, observou.

Ainda segundo prefeito Renato, os diversos gestores fogem da instalação do Observatório. “Tem gestor público que foge, que corre, que não quer. Mas tem também gestor público que quer administrar o dinheiro do povo com decência e transparência e é isso que quero dar para nossa cidade”, finaliza.

Na ocasião, o palestrante abordou a cultura da corrupção com dados estatísticos e parafraseou a citação do historiador Leandro Karnal, “não existe país com governo corrupto e população honesta”. Ele também destacou que muitos da população reclamam de corrupção, mas que furam filas nos bancos, passam no sinal vermelho, entre outras coisas. “As pessoas esquecem da onde saem os políticos. Eles são da nossa sociedade, da nossa rua, do nosso bairro. Não adianta apenas reclamar, temos que realizar a mudança primeiro em nós mesmos”, ressalta.

Por Margaret Paim e Secom/SFS
Via Jornal Correio Francisquense  & Araquari

Mantenedores

ObservatórioSocial do Brasil

O OSB é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, disseminadora de uma metodologia padronizada para a criação e atuação de uma rede de organizações democráticas e apartidárias do terceiro setor. O Sistema OSB é formado por voluntários engajados na causa da justiça social e contribui para a melhoria da gestão pública.

Rua Heitor Stockler de França, 356, sala 101 | Centro Cívico | Curitiba – PR
CEP: 80.030-030
Telefone: 41 3307-7058
E-mail: contato@osbrasil.org.br