Balanço anual do Instituto Ethos lista ações de integridade e combate à corrupção como destaque em 2014

12 de janeiro de 2015 18:15

Veja outras publicações das mesmas tags: | | | | |

O Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social divulgou na última quinta-feira (08), um balanço de sua atuação em 2014. Essa Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) tem a missão de mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios de forma socialmente responsável, tornando-as parceiras na construção de uma sociedade justa e sustentável.

O diretor-presidente do Instituto, Jorge Abrahão, lembrou que entre todos os acontecimentos de 2014, aqueles relacionados aos temas de integridade e combate à corrupção estiveram na linha de frente nos debates da sociedade brasileira. O diretor memorou que na Copa do Mundo, durante o processo eleitoral, depois das eleições, não houve assunto que mobilizasse mais a cidadania do que aqueles envolvendo as (más) relações entre o setor privado e os órgãos públicos.

Mas a boa notícia é que houve avanços. No início de 2014, entrou em vigor a Lei 12.846/13, conhecida como Lei Anticorrupção, que contou com pleno apoio do Instituto Ethos e de suas associadas. Após a aprovação da lei, o Ethos coletou entre as signatárias do Pacto Empresarial pela Integridade e contra Corrupção subsídios para a elaboração do decreto federal e encaminhou diversas sugestões à Controladoria-Geral da União (CGU) sobre parâmetros e critérios essenciais a considerar para aplicação de multa e avaliação dos sistemas de integridade (compliance) das empresas. Em junho, o Ethos, em nome das signatárias do Pacto, enviou ofício ao ministro da Casa Civil, Aloísio Mercadante, solicitando a publicação do decreto regulamentador da lei.

Outro destaque nesse tema foram os acordos setoriais voluntários de autorregulação, articulados pelo Ethos e seus parceiros, para prevenir suborno, propina e corrupção, às vezes com rigor superior ao da lei.

“Chegamos ao fim de um ano cheio de emoções e de alguns embates que demonstraram o amadurecimento da nossa sociedade civil e a decisão de caminhar para o fortalecimento de uma democracia”, considerou Abrahão ao relacionar outras ações ligadas ao instituto, como a Conferência Ethos 360º 2014 em um formato inovador, o acordo setorial pela integridade, gestão e transparência no esporte e a participação da Oscip na instituição de projetos, pactos e grupos em prol dos direitos humanos, meio ambiente e sustentabilidade empresarial com inovação.

Para mais informações, acesse o informativo Balanço das Atividades do Instituto Ethos em 2014.

O que esperar de 2015

Segundo Jorge Abrahão, o ano de 2015 aponta para um desafio: o de – no contexto econômico global que se apresenta – continuar ampliando o caminho que leva a uma economia mais sustentável, com uma agenda que deverá trazer impactos para as empresas. É quando terão grande relevância os direitos humanos no âmbito das empresas e as questões relacionadas à integridade e ao combate à corrupção. “Daí a importância de estarmos cada vez mais próximos e mais antenados nos caminhos propostos pela nova economia”, completa.

Mais informações e texto por Jorge Abrahão disponíveis originalmente em

http://www3.ethos.org.br/cedoc/balanco-do-instituto-ethos-em-2014-e-o-que-esperar-de-2015/#.VLQTsCvF9zg

Mantenedores

ObservatórioSocial do Brasil

O OSB é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, disseminadora de uma metodologia padronizada para a criação e atuação de uma rede de organizações democráticas e apartidárias do terceiro setor. O Sistema OSB é formado por voluntários engajados na causa da justiça social e contribui para a melhoria da gestão pública.

Rua Heitor Stockler de França, 356, sala 101 | Centro Cívico | Curitiba – PR
CEP: 80.030-030
Telefone: 41 3307-7058
E-mail: contato@osbrasil.org.br