2° Encontro Nacional reúne participantes de oito estados

Foi o segundo grande evento realizado em 2012, que serviu, além de espaço para troca de experiências e anúncios de boas novidades, para o lançamento do Observatório Social de Curitiba

Publicado para | Destaque | Evento em 01 de outubro de 2012 17:30

Nos dias 21 e 22 de setembro, Curitiba sediou o 2º Encontro Nacional dos Observatórios Sociais de 2012. Promovido pelo Observatório Social do Brasil (OSB), o encontro possibilitou, por meio da troca de informações e experiências dos voluntários, novos meios e caminhos para que se possa aumentar e dar continuidade aos projetos de exercício da cidadania.

Clique aqui e confira fotos do primeiro dia.

O segundo dia começou com o lançamento do OS Curitiba. Confira!

Clique aqui e confira fotos do segundo dia.

O evento foi realizado no auditório do Sebrae-PR e reuniu mais de 100 convidados, entre eles,  representantes de Observatórios Sociais (OS) de 33 cidades, de oito diferentes estados do Brasil, representantes de entidades da sociedade civil organizada, de órgãos de controle social e de convidados de instituições parceiras.

ABERTURA – O coordenador estadual de Políticas Públicas da Unidade de Inovação e Competitividade do Sebrae-PR, César Reinaldo Rissete, deu as boas-vindas, como anfitrião, frisando a importância de instituições como os OS para o fortalecimento da cidadania. A abertura oficial foi feita pelo presidente do OSB, Ater Cristófoli, que agradeceu a presença de todos, relembrando um sonho compartilhado no primeiro encontro, realizado em maio deste ano. “Falei daquela historinha futura de nos encontrarmos ou sonharmos com 2020, quando alguém da Dinamarca ou Suíça que estará nos perguntando ‘o que aconteceu que o Brasil melhorou tanto de 2012 para 2020?’ e responderemos que a gente tomou uma atitude”, lembrou o presidente ao destacar o bom trabalho que tem sido realizado pelos OS e pelo OSB.

Douglas Scortegagna, vice-presidente de comunicação e responsável pela área de cidadania da Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil (Anabb) anunciou o apoio da instituição na criação de 5 novos OS (Foto: Anderson Luís Nicoforenko)

Douglas Scortegagna, vice-presidente de comunicação e responsável pela área de cidadania da Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil (Anabb) anunciou o apoio da instituição na criação de 5 novos OS (Foto: Anderson Luís Nicoforenko)

O clima de empolgação aumentou ainda mais diante do anúncio feito pelo vice-presidente de comunicação e responsável pela área de cidadania da Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil (Anabb), Douglas Scortegagna. “A diretoria da Associação autorizou, concretamente, a criação de Observatórios Sociais pelo país e disponibilizará, em caráter de Projeto Piloto, uma verba para cinco das 63 regiões em todo o país onde há associados, durante um ano, a fim de possibilitar a criação dos observatórios”, disse Scortegagna.

Entre as novidades, foi apresentado o novo portal do OSB, criado mediante parceira com a Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), que traz novos espaços de informação e de interação entre os observatórios e oprimeiro vídeo da série orientativa do OSB. O material foi produzido pelo OSB, em parceria com a Associação Paranaense dos Juízes Federais (Apajufe), representada no evento pelo presidente, dr. Antônio Cesar Bochenek, e o Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), representado na ocasião pelo dr. Elizeu de Moraes Correa.

Ney da Nobrega Ribas, vice-presidente de OSB, entregou, no palco, camisetas de divulgação da campanha "Área Livre de Corrupção" ao presidente do OSB, Ater Cristófoli, e ao presidente do Observatório de Londrina, Waldomiro Carvalho Grade (Foto: Edelson Werlish Júnior)

Ney da Nobrega Ribas, vice-presidente de OSB, entregou, no palco, camisetas de divulgação da campanha “Área Livre de Corrupção” ao presidente do OSB, Ater Cristófoli, e ao presidente do Observatório de Londrina, Waldomiro Carvalho Grade (Foto: Edelson Werlish Júnior)

EMOÇÃO – Ney da Nobrega Ribas, vice-presidente do OSB, emocionou o público com a apresentação do videoclipe com a canção “Hino da Cidadania”, de Antônio Camargo de Maio, interpretado pelo cantor e Compositor José Ribeiro “Tijolo”. Ney falou sobre a ideia de uma campanha que pode ser lançada pelo OSB no Dia Mundial de Combate à Corrupção, no próximo 9 de dezembro. Trata-se da campanha “Área Livre de Corrupção”, cujos detalhes serão brevemente detalhados pelo OSB.

O vice-presidente entregou, no palco, camisetas de divulgação da campanha ao presidente do OSB, Ater Cristófoli, e ao presidente do Observatório de Londrina, Waldomiro Carvalho Grade. Este foi homenageado devido ao movimento liderado pelo OS local no combate à corrupção, que, somente neste ano, já provocou cassação de um prefeito e prisão do vice, que havia assumido o cargo.

Painéis

Na tarde do primeiro dia do encontro foram apresentados painéis instrutivos, abordando três tópicos principais: “Atuação e encaminhamento de processos e denúncias”, “Eficiência da Gestão Pública” e “Educação fiscal para a cidadania”. Além de apresentarem as atividades de cada entidade engajada no controle social, como a Controladoria Geral da União (CGU), o Tribunal de Contas da União (TCU), o Ministério Público de Contas (MPC) e o Movimento Paraná sem Corrupção, os painéis garantiram o alinhamento de informações, sugestões, alternativas e bons exemplos para manutenção e aprimoramento dos trabalhos dos OS.

Deise Wischral falou sobre o GesPública, uma nova política pública voltada para um modelo de gestão que traz bons resultados e o ISO 9001 para prefeituras. (Foto: Edelson Werlish)

Deise Wischral falou sobre o GesPública, uma nova política pública voltada para um modelo de gestão que traz bons resultados e o ISO 9001 para prefeituras. (Foto: Edelson Werlish)

Deise Wischral, por exemplo, ao falar sobre a Eficiência da Gestão Pública, destacou o papel do  GesPública, uma forma de política pública que objetiva a desburocratização, rentabilidade social e envolvimento de todos os poderes e esferas governamentais em prol de uma gestão pública de excelência e oferecimento de serviços de qualidade ao cidadão, aumentando a competitividade do país.  Deise ainda citou a proposta da ISO 9001 para prefeituras, como alternativa de controle e garantia de qualidade na gestão.

Workshop de boas práticas dos observatórios, onde os participantes, divididos em salas, puderam compartilhar experiências de bons resultados ao longo da atuação nos OS. (Foto: Edelson Werlish)

Workshop

Workshop de boas práticas dos observatórios, onde os participantes, divididos em salas, puderam compartilhar experiências de bons resultados ao longo da atuação nos OS. (Foto: Edelson Werlish)

Workshop de boas práticas dos observatórios, onde os participantes, divididos em salas, puderam compartilhar experiências de bons resultados ao longo da atuação nos OS. (Foto: Edelson Werlish)

Ao final do primeiro dia houve um workshop de boas práticas dos observatórios, onde os participantes, divididos em salas, puderam compartilhar experiências de bons resultados ao longo da atuação nos OS. Os casos que foram considerados destaques foram apresentados no auditório para que todos os participantes, de todos os grupos, pudessem tomar conhecimento do relato. Cristófoli orientou para que essas boas práticas sejam registradas em formato de projetos, facilitando a disponibilização no site e o compartilhamento entre os demais observatórios. Além disso, o novo portal OSB, apresentado durante o evento, abrigará tais boas práticas para que sirvam de estímulo e de inspiração a novas ações.

A Diretora Executiva do OSB, Roni Enara, fez questão de ressaltar a importância de cada envolvido na criação do OS Curitiba, chamando todos ao palco. (Foto: Anderson Luís Nicoforenko)

A Diretora Executiva do OSB, Roni Enara, fez questão de ressaltar a importância de cada envolvido na criação do OS Curitiba, chamando todos ao palco. (Foto: Anderson Luís Nicoforenko)

Observatório Social de Curitiba

Durante o 2º Encontro Nacional dos Observatórios Sociais foi lançado o Observatório Social do Curitiba (OSC). A nova entidade é presidida pelo empresário Nilson Altair de Souza e foi articulada entre o primeiro evento promovido neste ano pelo OSB na capital paranaense, em maio, e este no mês de setembro. Deste modo, Curitiba se soma aos cerca de 60 OS, espalhados por 12 diferentes estados brasileiros, que compõem a Rede OSB.


Novo painel e nova ferramenta

O Secretário Executivo do OS de Lajeado, Adriano Strassburger, mostrou uma série de indicadores da Gestão Pública e comparou vários setores de atividade,  entre a cidade de Lajeado e o Estado do Rio Grande do Sul.

Alisson Muccio, Gestor de Escritório de projeto da DB1 Informática falou sobre o novo Sistema Integrado de Monitoramento (SIM), que deverá ser utilizado por todos os OS a partir de janeiro de 2013 para o acompanhamento de licitações. O sistema atual, utilizado por alguns observatórios, foi reformulado em uma nova plataforma e recebeu várias melhorias. Entre elas, a possibilidade de utilização on-line, um visual mais agradável, novas funcionalidades e possibilidade de importar e exportar planilhas, evitando o trabalho de cadastrar item por item. “Uma das queixas que recebemos foi de que o sistema travava de vez em quando. Essa nova plataforma não terá esse problema”, frisa Alisson.

Balanço

Roni promoveu um rápido compartilhamento de experiências: deu voz a todos os participantes visando extrair uma única palavra que sintetizasse a absorção de cada um com a participação no 2º Encontro Nacional dos Observatórios Sociais.  Ater, novamente, agradeceu a participação de todos, incentivando a reflexão sobre a ausência de alguns importantes OS na rede OSB. Cristofoli ainda apresentou suas expectativas para os próximos encontros frisando que pretende realizar encontros maiores, com maior aderência dos voluntários e observadores.

Veja outras publicações das mesmas tags: | | | |

Mantenedores

Patrocinadores

ObservatórioSocial do Brasil

O OSB é uma instituição não governamental, sem fins lucrativos, disseminadora de uma metodologia padronizada para a criação e atuação de uma rede de organizações democráticas e apartidárias do terceiro setor. O Sistema OSB é formado por voluntários engajados na causa da justiça social e contribui para a melhoria da gestão pública.